O canto litúrgico na Paróquia Nossa Senhora da Saúde

No dia 22 de novembro, a Igreja celebra a memória de Santa Cecília, padroeira dos músicos e da música sacra. O canto litúrgico é um elemento importantíssimo presente em cada celebração eucarística. Considerada tamanha importância, julgamos ser valioso para os fiéis paroquianos e devotos, o conhecimento de um pouco da história do canto litúrgico em nossa paróquia.
 
São muitos os leigos que se doaram ao ofício do canto litúrgico na Paróquia Nossa Senhora da Saúde ao longo destes 170 anos de caminhada cristã. Essa história precisa ser aos poucos evidenciada, trazendo à tona nossa identidade enquanto um povo que celebra os mistérios da fé com cânticos e hinos.
 
São inúmeras as composições de bandas e corais que atuaram nas celebrações litúrgicas, compostas por pessoas com formação musical e outras que aprenderam este ofício com devoção e dedicação. Não temos muitas informações sobre como era essa dinâmica até o início do século XX, quando foi adquirido o primeiro harmônio, órgão que tem o som acionado por pedais. Da mesma forma, conhecemos os cantos entoadas pelos devocionários das Filhas de Maria. São cânticos em latim, na maior parte gregorianos, ou hinos já muito populares, como o “Glória a Jesus na Hóstia Santa”.
 
Com a construção da atual Igreja Matriz, entre 1950 e 1955, planejou-se um espaçoso coro junto ao presbitério, com o intuito de reforçar a importância da música litúrgica para a nossa comunidade. Acompanhando a passagem do tempo e as mudanças inspiradas pelo Concílio Vaticano II, nossa paróquia corajosamente se adapta a uma nova realidade. Cantoras/es descem para junto do povo. O órgão cede lugar aos violões e o latim cede lugar ao português, definitivamente. De lá para cá, foram muitas as vozes que formaram esse mosaico. Temos muito a aprender, juntos, sobre como é possível viver o projeto da Igreja Comunidade de Comunidades.
 
Que pela intercessão de Santa Cecília, continuemos a entoar louvores ao Senhor Nosso Deus de forma bela e cuidadosa, contribuindo, assim, para uma boa inserção de seu povo no mistério celebrado em cada Eucaristia. Cada nota seja executada com o carinho de quem reconhece o merecimento daquele que é digno de todo o louvor.
 
Santa Cecília, rogai por nós!
 
Equipe de coordenação da Pastoral do Canto Litúrgico Paroquial.