Ser avó

 

Como descrever um momento tão maravilhoso da vida?

Eu diria, sem dúvidas, que ser avó é ter um jardim com flores perfumadas que Deus lhe deu de presente e disse: sabe aquelas flores que lhe confiei um dia para que você cuidasse, regasse, podasse quando precisasse? Então, estou lhe devolvendo para que você sinta o perfume delas todos os dias. Elas vão encantá-la!

E é assim que me sinto avó: eu me deleito todos os dias deste perfume que embeleza a minha vida e acalenta a minha alma. 

Ser avó é criar laços afetivos, lembranças que vão ficar na memória de nossos netos. Ser avó é preparar aquele bolo, aquele café, aquele almoço especial no domingo. 

Às vezes penso como Santa Ana e São Joaquim: deviam amar seu neto abençoado. Devemos pedir todos os dias para que Deus abençoe nossos netos e ajude nossos filhos nessa tarefa tão difícil que é educar, principalmente na vida cristã. 

Desejo a todos os avós que tenhamos a ternura de amor para com nossos netos, com o mesmo zelo dos avós de Jesus. Lembrem-se sempre de que eles são o perfume da nossa vida.
 
Que Santa Ana e São Joaquim intercedam por todos nós! 
Feliz dia dos avós!

 

Cida Andrade

Pastoral Catequética