Jubileu - 170 anos de Criação

Com Maria, uma Igreja da acolhida, do serviço e da comunhão!

Ano Litúrgico A - São Mateus

Vitral da Igreja Matriz

Maio - Mês de Maria

Gratia Plena

Palavra do Pastor

 

“JUBILEU PAROQUIAL E PANDEMIA”

 

Desde o início do ano, nossa Paróquia se preparava, com animação e alegria, para a comemoração dos 170 anos de criação de nossa comunidade paroquial. Muitos projetos e eventos foram pensados, sonhados, como maneira de tomarmos mais consciência da beleza de nossa história e manifestarmos nossa gratidão a Deus e à Nossa Senhora da Saúde por sermos a Igreja que somos.

 

No entanto, fomos surpreendidos pela pandemia do novo coronavírus. Nesse início de junho, o Brasil é o epicentro mundial da Covid-19 e muitas milhares de vidas já foram dizimadas, muitos foram infectados, muitos lutam e outros já foram curados dessa doença. O momento é delicado e muito angustiante. No ar, muitas incertezas sobre como será o amanhã, como e quando a vida voltará ao “normal”.

 

Assim, podemos nos perguntar: como celebrar, nesse período, nosso jubileu paroquial? Independentemente do tipo de manifestação que cheguemos a promover para expressar a alegria por essa data de 28 de junho de 2020, emerge a possibilidade de fazermos do jubileu paroquial, em tempos de pandemia, uma escola para nossa vida de fé e de comunidade eclesial.

 

Olhando para o passado, para a história edificada nesses 170 anos, nosso coração deve se revestir de sincera gratidão. Gratidão a Deus, primeiramente, e também a todos os homens e mulheres, cada um a seu modo, com seus dons e carismas, no exercício de seus ministérios e funções na comunidade, que fizeram de suas vidas doação pelo reino e nos legaram a certeza de que nossa Paróquia é Igreja do serviço.

 

Voltando-nos para o momento presente, trata-se, indubitavelmente, de um momento histórico. Oportunidade ímpar de reflexão profunda sobre nossa vida. Tempo de saber praticar mais a empatia, a solidariedade, a compaixão. Podemos sair muito mais fortes e amadurecidos dessa crise sem precedentes. Devemos nos fazer, cada vez mais, atentos aos sinais dos tempos e comprometidos a nos firmarmos como Igreja da acolhida, ao modo de Jesus e de Maria.

 

Mirando-nos no futuro, como discípulos missionários de Jesus Cristo, somos arautos da esperança. Vislumbramos, na fé, um horizonte de paz. Temos a convicção de que vamos superar as vicissitudes do tempo presente e não desistiremos de lutar, com coragem, diante dos desafios vindouros. Só na unidade, faremos essa experiência. Por isso, é indispensável o testemunho perene de uma Igreja de comunhão.

 

Com Maria, celebremos essa data! Com Maria, sigamos no caminho de Jesus! Com Maria, sejamos Igreja! Com Maria, vamos vencer essa pandemia!

 

Que a Senhora da Saúde cuide sempre de nossa Paróquia!

 

Que vivamos intensamente, mesmo em meio às limitações, este mês de junho tão cheio de datas especiais!

 

Abraço saudoso e bênção,

 

Pe. Carlos Henrique Machado de Paiva

Pároco

Artigo Especial

Solo fértil para o progresso espiritual e fonte de santificação das famílias

 

Meu engajamento pastoral foi devido à formação de Cursilho realizado por Dom Othon Motta: na época, um movimento muito grande e importante na nossa igreja.

 

Em 1978, tão logo cheguei para viver com alegria e esperança nesta abençoada terra das águas virtuosas, fui convidado pelo Sr. Francisco de Castro Neto (Chico do Castro) para desempenhar a função de Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão nesta comunidade Paroquial da Senhora da Saúde.

 

Durante algum tempo - a pedido do então pároco, Pe. José Ramos Leal - em todas as primeiras quartas-feiras do mês, junto como os Ministros da Eucaristia: Osvaldo Modesto, Juvêncio Toledo, José Miguel Bacha e Alaíde Bibiano, e também Dona Lia Machado e Edward Bacha (Vavá Bacha) - que nos conduzia no seu carro (um corcel branco) realizávamos aí o trabalho de formar a comunidade de São Sebastião, no bairro rural da Serrinha.

 

Sob luz de lamparina, depois lampião de gás e, finalmente, luz elétrica, dedicamo-nos a esse trabalho pastoral com a graça de Deus e as bênçãos de Nossa Senhora da Saúde, até o momento em que efetivaram a construção e bênção da Capela de São Sebastião no referido bairro rural. A partir desta obra, a comunidade serrinha passou a celebrar a Santa Missa uma vez por mês.

 

Também ajudei a edificar a comunidade São Judas Tadeu, junto com o Paulo Costa, trabalhando na evangelização até que a comunidade se consolidasse e pudesse também celebrar a Eucaristia, a princípio ima vez por ano e, depois, mensalmente.

 

Nesse tempo atuávamos à frente da liturgia junto com Sr. Geraldo Machado e dos saudosos Juvêncio Toledo, Oswaldo Modesto, Quinzinho Modesto, Chico do Castro, Dona Edite Paganeli, Hélio Fernandes, Seu Honório, Zeca Bacha, Paulo Costa, Seu Sebastião da Vila Brasil, Seu Carneirinho e Alaíde Bibiano.

 

Além desse movimento, continuei trabalhando e participando, como Ministro da Sagrada Comunhão na Paróquia por muitos anos, até a administração paroquial do Pe. Vicente de Paula Toledo - pároco da época – em cuja gestão houve a renovação dos ministros. Até então, não se trocavam os agentes do referido ministério.

 

Foi um tempo de graça e de bênção para mim e minha família. Com a graça de Deus, o meu filho, hoje Pe. Carlos Ribeiro Natali, estudou, foi coroinha, sacristão e se consagrou presbítero, colocando-se a serviço da Igreja na nossa querida Diocese da Campanha.

 

Também, lembro aqui o trabalho do meu filho João Alfredo Natali, que trabalhou na equipe do Batismo, foi membro do CAP e também um dos responsáveis no núcleo de organização da Festa de Nossa Senhora da Saúde – popularmente chamados festeiros - e atualmente participa da Pastoral do Canto na Matriz.

 

Importante participação também coube à minha filha, Lana Ribeiro Natali, que foi coordenadora de coroinhas, ajudou a montar o grupo de acólitos da paróquia, foi membro da Pastoral das vocações e Ministérios, Pastoral da Juventude, secretária do CPP e hoje atua como coordenadora paroquial do Ministério da Acolhida.

 

Que possamos continuar apoiando os trabalhos realizados com nossa oração e participação no culto sagrado.

 

Que Deus abençoe a todos nós.

 

Macário Natali

 
 
 
 
 
 
 
 
 

AVISOS PAROQUIAIS

 

 

 

 

 

Não foi encontrado nenhum evento hoje!

Dias e Horários de Missas e Atendimentos em nossa Paróquia

Atendimentos:

Quarta-feira: 9h às 11h / 14h às 17h.
Quinta-feira: 9h às 11h / 14h às 17h .
Sexta-feira: 17h às 18h15 - Confissões na Igreja Matriz.


Santíssimo Sacramento:
Quinta-feira:

* Às 7h - Missa seguida de Exposição do Santíssimo Sacramento.
* Adoração ao longo de todo dia.
* 18h30min, Bênção com Santíssimo Sacramento.

Santa Missa:

Terça a Sábado: 18h30min
Domingo: 7h, 8h30min, 10h e 19h.

 

Missas em nossa Rede de Comununidades:

Terça-feira:
19h30 - Comunidade Mãe Rainha - Sertãozinho

Quarta-feira:
18:30 – Com. N. Sra. Aparecida (Volta do O)

        19h30 – Com. Santa Teresinha (Pinhão Roxo)
19:30 – São Francisco (Volta do Lago)

Sexta-feira:
18:30 – Com. Sto.  Antônio (Recanto da Serra)

19:30 – Comunidade Santa Rita (Colina)
19:30 – Comunidade Sagrada Família (Vista Verde)

Sábado:
18:00 – Comunidade São Benedito (Campinho)
19:30 – Comunidade São Vicente de Paulo (Vila Brasil)

Domingo:
17:00 – Comunidade São Judas Tadeu (Silvestrini)

Primeiro Domingo:
07:30 – Com. Nossa Senhora de Fátima (Campos)
09:00 – Comunidade São João (São João)
10:30 – Comunidade Divino Pai Eterno (Mantiva)

Segundo Domingo:
07:30 – Comunidade São Geraldo (Congonhal)
09:00 – Comunidade São Pedro (Vargem Grande)
10:30 – Comunidade Santo Expedito (Cafundó)

Terceiro Domingo:
07:30 – Com. Sagrado Coração de Jesus (Serrote)
09:00 – Comunidade São José (Nova Baden)
10:30 – Comunidade São Sebastião (Serrinha)

Quarto Domingo:
07:30 – Com. Imaculada Conceição (Capelinha)
09:00 – Comunidade Santa Luzia (Três Barras)



 

 

 

Fale Conosco

Últimas Notícias

Ver Todas as Notícias